English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

domingo, 12 de junho de 2011

A última vez.

Esta é a última vez que respiro o ar gelado que preenche meu pulmão sadio de forma refrescante.
Esta é a última vez que deito o grafite sobre meus dedos para riscar palavras que não serão lidas.
Esta é a última vez que lamento a falta de talento, obrigando a labuta de forma invitável.
Esta é a última vez que tenho a ideia perfeita mas não aproveitada, afinal, só surge em horarios inapropriados.
Esta é a última vez que, desesperadamente, tento adequar minhas personalidades à situações do cotidiano.
Esta é a última vez que cometo ultraje, tentando desenhar meus defeitos nos outros.
Esta é a última vez que mascaro minha ignorância com prepotência.
Esta é a última vez, mas amanhã é outro dia e os ciclos se repentem num sincronismo que não cabe a mim comandar.

9 comentários:

  1. Had to translate to English, but it was well worth it.. Amazing poem :)

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. No decorrer, pensei que a idéia era fazer algo para mudar, nem que fosse à custo da própria vida. Mas, de fato, nada pode ser feito...

    ResponderExcluir
  3. Same as Rob. Exceto pelo fato de eu ter mentido.

    ResponderExcluir
  4. Thanks alot,looking forward to se more of you!

    ResponderExcluir